domingo, 22 de janeiro de 2012

Texto sobre o aniversário de Leonel Moura Brizola e sobre o Livro que vai ser lançado amanha.. Texto do Jornalista Pedro Porfírio.

Nesses dias em que o ano novo ainda engatinha oscilando entre repetidas tragédias e a corrida ao sol de praias paradisíacas, cumpre-nos lembrar uma data cada vez mais marcante em nossa história: neste domingo dia 22, Leonel de Moura Brizola completaria 90 anos se tivesse vingado sua expectativa de vida longa, ceifada inesperadamente por uma estranha gripe, 12 horas depois de hospitalizar-se.

Quem gosta e quem não gosta do líder que encarnou tantos sonhos patrióticos deve a ele o respeito que poucos próceres essas décadas recentes merecem. Quem gosta sente sua falta como se um imenso abismo tivesse aberto em nossa história. Quem não gosta, pelo menos deveria conhecer melhor sua odisséia, a inefável contribuição que ofereceu à vida pública, objeto de mais uma obra retrospectiva - o livro A Legalidade e outros pensamentos conclusivos de Leonel Brizola - que estará sendo lançado nesta segunda-feira, às 18 horas, na ABI, com a assinatura dos respeitáveis jornalistas e pesquisadores Osvaldo Maneschy, Ápio Gomes, Paulo Becker e Madalena Sapucaia.

Registrar o nonagésimo aniversário de nascimento do menino pobre que se fez engenheiro, foi prefeito de Porto Alegre, governador do Rio Grande do Sul e, por duas vezes, governador do Estado do Rio é repassar os traumas de um processo político no qual, provavelmente, ele foi até muito longe.

Quem como ele teve a coragem de enfrentar os trustes estrangeiros e a mais poderosa e inescrupulosa articulação midiática teria sido condenado a um exílio na própria terra se não fosse por sua obstinação e pelos sete fôlegos que marcaram sua personalidade indômita. Jamais teria sido o único brasileiro a governar dois Estados e a fazer da educação pública decente a grande bandeira de suas administrações.

Qualquer um sabe, e isso o livro que agora vem a lume retrata com documentação farta, que Brizola foi condenado por antecipação a jamais chegar à Presidência da República, desde o dia em que, aos 39 anos de idade, comandou a mais tenaz resistência a um golpe militar, garantindo a posse do vice-presidente João Goulart e impedindo que se consumasse em 1961 o que viria a acontecer em 1964, quando ele, já fora do Executivo, também tentou convencer o presidente constitucional a resistir.

Hoje, por ironia do destino, Brizola continua vivo no imaginário social e até os adversários de sua grande obra, a educação como primazia, já admitem assumir sua torpedeada tentativa de implantar o ensino de tempo integral como condição para preparar nossas crianças, adolescentes e jovens para servirem a um país que tanto carece de profissionais realmente preparados, em oposição a essa farsa que faz da maioria de nossas faculdades reles centros de expedição de diplomas e um dos negócios mais lucrativos da modernidade.

A cada 22 de janeiro eu mesmo me vejo envolto na mais deprimente amargura. A obra de Brizola precisa ser melhor estudada e seus verdadeiros seguidores têm uma grande responsabilidade diante das gerações de hoje, de cuja lembrança gregos e troianos tentam apagar como uma nova condenação histórica. O exemplo mais patético dessa determinação foi a destruição do Memorial consagrado a ele, pelas mãos geniais de Oscar Niemeyer, iniciativa do mais adestrado quadro das elites, o governador Sérgio Cabral Filho, com o qual, inexplicavelmente, coabitam hoje os próprios herdeiros de Brizola.

Consola-me, porém, saber que ainda há uma faísca de luz no resgate do seu legado e o livro de Maneschy e companheiros se inscreve como foco e referência indicados ao conhecimento de quantos sonham com um Brasil livre do baronato insaciável e acessível a todos os seus filhos.
Brizola segundo Darcy Ribeiro


Consola-me também reler o depoimento de Darcy Ribeiro, escrito em 1994:, do qual destaco o trecho seguinte:

"Estive ao lado de Brizola nos dois governos que ele exerceu no Rio de Janeiro. No primeiro, como Vice- Governador, no segundo, como Senador. Em ambos, como coordenador de seu programa educacional. Fizemos juntos muitas coisas recordáveis. A mais importante delas foi reinventar a escola primária brasileira na forma dos Centros Integrados de Educação Pública - CIEPs. Admiráveis por sua arquitetura, devida a Oscar Niemeyer, e muito mais pela revolução educacional que representam, como escola de tempo integral para professores e alunos; como de treinamento em serviço na arte de educar; como centro produtor de variado material didático de excelente qualidade e ainda como oficina de elaboração de cursos audiovisuais, através de tele-vídeos e de programas de informática educativa...
...Todos esses feitos, de que me orgulho muito, não são criações minhas, mesmo porque eles apenas concretizam ideais antigos dos princ ipais educadores brasileiros, encabeçados por Anísio Teixeira. O que os tornou viáveis foi o fato de eu poder contar para concretizá-los com o primeiro estadista de educação que o Brasil conheceu: Leonel Brizola"....

Debata essa matéria no nosso grupo
Debate Brasil
Saiba como, acessando
www.debatebrasil.com

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Governo Dilma bate recorde mundial de contratações sem Licitação: R$ 13,7 Bilhões. Fonte: Blog do Ex.prefeito Cesar Maia.

GOVERNO DILMA BATE RECORDE MUNDIAL DE CONTRATAÇÕES SEM LICITAÇÃO: R$ 13,7 BILHÕES!

(Estado de SP, 18) O governo da presidente Dilma Rousseff manteve a tendência do antecessor de priorizar gastos públicos feitos sem licitação, opção criticada pelos órgãos de controle interno e que limita a competição entre fornecedores. Segundo os dados mais recentes do Ministério do Planejamento, as compras e contratações de serviços com dispensa ou inexigibilidade de licitação cresceram 8% em 2011, atingindo R$ 13,7 bilhões na administração federal, autarquias e fundações.

(Ex-Blog) Aliás, o governo do Estado do Rio e a prefeitura da Capital aplicam com o entusiasmo essa mesma "política de parceiros"

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

PT E SEU GOLPE PREVIDENCIÁRIO. Valter Luiz Fernandes Ricardo.

Valter Luiz Fernandes Ricardo
PT E SEU GOLPE PREVIDENCIÁRIO...!

O salário mínimo do Brasil não é nada animador perante os outros países. Estamos à frente apenas de Serra Leoa. Na América Latina é considerado o pior valor. Enquanto todos outros países pagam pelo menos 100 dólares, o Brasil varia de ano para ano entre 60 a 80 dólares, em que pese alguma atitude do governo ainda é muito baixo. Mas não podemos nos deter apenas no salário mínimo. Observe: o governo está sempre divulgando o falso déficit previdenciário. Algo totalmente desmentido por economistas especializados. Na verdade o governo manipula as informações, devido o mau gerenciamento da Previdência Social. É retirado desta Instituição bilhões de reais e investido em outros seguimentos nada afins com a mesma, isto sem contar as desobrigações sociais que o governo deixa de cobrar de milhares de empresas, inclusive pública e times de futebol, mais o pagamento das aposentadorias rurais que é de responsabilidade do Tesouro Nacional (Ministério da Fazenda). Isto que não estou incluindo os bilhões em corrupções. Desta forma se cria a idéia de déficit e os índices de reajustes dos aposentados sempre é bem mais baixo a do salário mínimo. Com isto os aposentados a cada ano que passa, ficam com seu poder de compra mais achatado. Se alguém acredita, isto eu não sei! Mas o plano do PT com esta política porca é nivelar todas as aposentadorias do RGPS em um salário mínimo. Simplesmente muito cômodo para estes tiranos governamentais. O trabalhador contribui, anos e anos, para a previdência sobre 10 salários mínimos. Quanto se aposenta já sai perdendo entre 30 a 40% do salário da ativa por conta do famigerado Fator previdenciário e progressivamente vai perdendo também em relação ao salário mínimo. Tem trabalhodor que se aposentou há 10 anos atrás percebendo em torno de 9 salários mínimos, hoje mal percebe um pouco mais de 3. Que a cada ano em torno de 300 mil aposentados passam apenas para um salário mínimo? E tem gente que nem se liga nisso. Acha que tudo vai bem. Se estes não pagarem uma previdência privada, trabalhar em uma empresa que tenha fundo de pensão ou tiver um trabalho que possibilite a eles realizar algum tipo de investimento que em sua velhice possa ter uma aposentadoria justa e digna, só aí vai entender. Talvez já seja muito tarde. Agora é a hora de se rebelar. E nas próximas eleições alijar do poder estes políticos aproveitadores e traidores.

Esta é minha visão!

Valter Ricardo – RG - RS

Solicitação de um Carro de Som ao SINDIPETRO RJ para a Manifestação do Dia Nacional do Aposentado Brasileiro. Dia 24 de janeiro de 2012. Cinelândia Rio de Janeiro

Solicitando ao Sindipetro RJ um Carro de Som para a Manifestação do dia Nacional dos Aposentados. Dia 24 de janeiro de 2012. Cinelândia Rio de Janeiro a partir das 10 horas até 12 horas




A Secretaria de Aposentados do
Sindipetro RJ - Rio de Janeiro.
Aos cuidados do Diretor Roberto Ribeiro.


Mais uma vez solicito na medida do possível para a Secretaria de Aposentados do Sindipetro RJ um Carro de Som para a Manifestação que vai ocorrer neste dia 24 de Janeiro de 2012 ( Dia Nacional do Aposentado Brasileiro ) na Cinelândia Rio de Janeiro a partir das 10 horas da manhã com término às 12 horas.
Conto mais uma vez com a grande ajuda dos Petroleiros ligados a este importante Sindicato para este ato em que os Aposentados Brasileiros protestarão contra esta política suicída que vários governos, inclusive o atual, vem fazendo.
Desde já o meu muito obrigado a Secretaria de Aposentados do Sindipetro RJ por mais este pedido de um Carro de Som.

Atenciosamente,
José Paulo de Resende
Comissário de bordo da VARIG aposentado
e Aposentado Brasileiro.
Itaipu Niterói Rio de Janeiro.

Partidos receberão recursos públicos recordes em ano eleitoral. Fonte: Cristiane Agostine Valor Econômico 17012012 . ( Para isto há muito dinheiro, para aposentados as migalhas )

Para isso não falta dinheiro e não deficit, para os aposentados que pagou regiamente a previdência por 35/40 anos não existe dinheiro: Fundo Partidário cresce sem parar e vai a R$ 324 milhões

Em apenas dois anos, os recursos do Fundo Partidário aumentaram 61%. Em 2012, os partidos políticos vão dividir entre si R$ 324 milhões. O valor é R$ 100 milhões superior ao proposto pelo Executivo e foi elevado pelo Congresso durante a votação do Orçamento. Com isso, o PT vai receber neste ano R$ 53,9 milhões do fundo e o PMDB, R$ 41,6 milhões. O PSDB terá R$ 37,7 milhões e o DEM, R$ 24 milhõe



Partidos receberão recursos públicos recordes em ano eleitoral



Cristiane Agostine



SÃO PAULO - Os partidos políticos começaram o ano eleitoral com uma verba recorde de R$ 324,7 milhões prevista para o Fundo Partidário. São R$ 100 milhões a mais do que o governo federal havia proposto para o fundo, que é considerado um instrumento para financiar campanhas políticas com recursos públicos.



Os recursos extras para turbinar candidaturas em todo o país foram garantidos por parlamentares em uma articulação no Congresso, durante a tramitação do Orçamento de 2012, no fim do ano passado.



O incremento garantiu a previsão de R$ 16,6 milhões a mais para o PT, que deve receber neste ano eleitoral R$ 53,9 milhões.



O PMDB, com a segunda maior fatia do Fundo Partidário, deve receber R$ 41,6 milhões.



Somados, os dois maiores partidos da base governista têm cerca de 30% dos recursos do Fundo Partidário. Já as duas maiores legendas da oposição, juntas, têm 20% do fundo. O PSDB receberá R$ 37,7 milhões e o DEM, R$ 24 milhões.



Além do reforço a candidaturas, a verba extra poderá ajudar as legendas a saldarem dívidas de campanhas anteriores. O PT, sigla que detém a maior fatia do Fundo Partidário (16,6% do total), pagou no ano passado a dívida estimada em R$ 3,85 milhões, de 2003, com os bancos Rural e BMG. Segundo a assessoria de imprensa do partido, parte dos recursos para o pagamento dessa dívida veio do fundo.



Ao ampliar os recursos do Fundo Partidário para o Orçamento de 2012, os parlamentares repetiram a estratégia usada no Orçamento de 2011, quando também acrescentaram R$ 100 milhões ao valor proposto pelo governo, aumentando-o de R$ 201 milhões para R$ 301 milhões. Na época, o incremento foi visto como uma ajuda aos partidos, em especial PT e PSDB, para pagar as dívidas da campanha presidencial de 2010.



O PT informou que não usou o Fundo Partidário para saldar a dívida de R$ 27,7 milhões da campanha de Dilma Rousseff à Presidência. De acordo com a assessoria do partido, com a eleição de Dilma ao cargo, o PT recebeu "muitas doações", que foram usadas para solucionar o problema.



O tesoureiro do partido, João Vaccari Neto, informou, via assessoria, que a sigla também já saldou dívidas da campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva em 2006 e disse que a maior credora do partido continua a ser a Coteminas, empresa fundada por José Alencar, vice-presidente morto no ano passado. A dívida foi contraída em 2004 na compra de 2,75 milhões de camisetas para a eleição daquele ano.



O PSDB, que saiu da disputa presidencial de 2010 com uma dívida de R$ 9,6 milhões da campanha de José Serra, não informou até o fechamento desta edição qual é a situação financeira do partido, nem se manifestou sobre o uso do Fundo Partidário.



De acordo com a legislação eleitoral, o fundo pode ser usado para "o alistamento e campanhas eleitorais", para a propaganda doutrinária e política e para a manutenção das sedes e serviços do partido. "Sem dúvida nenhuma esse dinheiro será usado como forma de financiamento público de campanha", comenta o advogado Alberto Rollo, especialista em legislação eleitoral. "O dinheiro desse fundo é para todas as atividades do partido, desde a divulgação até a campanha", explica Rollo. O aumento de R$ 100 milhões deverá beneficiar também fundações e institutos partidários, que são mantidos com verbas desse fundo.



O advogado especialista em legislação eleitoral ressalta que o dinheiro do Fundo Partidário pode ser usado no financiamento de campanhas políticas, mas os recursos arrecadados pelas candidaturas não podem ser usados pelas legendas.



De acordo com a legislação eleitoral, o Fundo Partidário não pode ser menor do que R$ 181,2 milhões, em um cálculo que leva em conta o número de eleitores do país. O fundo é alimentado predominantemente por recursos públicos, do Orçamento da União, e por multas eleitorais.



A divisão dos recursos entre os partidos é feita de acordo com a proporção de votos obtidos para a Câmara dos Deputados, apesar de um pequeno percentual do fundo ser dividido igualitariamente entre os partidos.



O relator do Orçamento de 2012, deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), foi procurado pela reportagem para comentar a articulação que levou a esse aumento de R$ 100 milhões no Fundo Partidário, mas até o fechamento desta edição não respondeu aos pedidos de entrevista.



FONTE: VALOR ECONÔMICO em 17/01/2012

Procurador pede revisão de benefícios de 88 a 91. Postado no Facebook pelo aposentado Aderval Pires Gomes. Fonte: Cristiane Gercina do Agora

‎18/01/2012
Procurador pede revisão de benefícios de 88 a 91

Cristiane Gercina
do Agora

O procurador federal Jefferson Aparecido Dias quer que o INSS inclua na revisão pelo teto os aposentados de 5 de outubro de 1988 a 4 de abril de 1991, período conhecido como buraco negro.

O pedido do Ministério Público foi encaminhado à Justiça Federal em São Paulo na semana passada.

O INSS paga a revisão nos postos apenas para benefícios a partir de 5 de abril de 1991, limitados ao teto da época.

No documento, o procurador pede a manutenção da sentença dada pela Justiça Federal no dia 4 de setembro de 2011.

Para o procurador, incluir estes segurados no pagamento evita "uma avalanche de processos" na Justiça e nos juizados.

Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora nesta quarta, 18 de janeiro, nas bancas

Assine o Agora

Leia mais

INSS deve concluir a lista da revisão pelo teto até maio
INSS inclui mais 37.582 na lista da revisão pelo teto
INSS pode corrigir cálculo de benefícios da revisão do teto
Segurado fora da lista do teto pode ter de ir à Justiça
Garanta mais atrasados na revisão pelo teto

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Nosso Convite para a Manifestação do Dia Nacional do Aposentado Brasileiro no Site Aposentado Solte o Verbo. Aguinaldo Candido o responsável.

MANIFESTAÇÃO DO DIA NACIONAL DO APOSENTADO BRASILEIRO. (24/01/2012)
16, janeiro, 2012asovDeixar um comentárioIr para os comentários


MANIFESTAÇÃO DO DIA NACIONAL DO

APOSENTADO BRASILEIRO.





24 DE JANEIRO DE 2012.



CINELÂNDIA RIO DE JANEIRO A PARTIR DAS 10 HORAS DA MANHÃ ATÉ ÀS 12 HORAS. COMPAREÇAM APOSENTADOS BRASILEIROS.



Vamos dar um basta e também gritar e espernear contra esta política suicída do Governo do PT contra os aposentados brasileiros que recebem estes reajustes pequenos há quase 10 anos. Já não bastava o Governo FHC ter sido contra nós e agora temos contra nós também os Governos Lula e Dilma.



Chega de sermos enrolados e humilhados.



Todos os aposentados brasileiros para as ruas e praças neste dia 24 de janeiro de 2012 para protestar. Mais uma vez neste dia não temos nada para comemorar.



Tragam apitos, narizes de palhaços, panelas e se possível pequenos cartazes.



Vamos cobrar o que nos é de direito.



José Paulo De Resende





Rate This
shareshareshareshare

Enviar artigo em PDF
Categories: comunicado, ConviteTags:
Comentários (8)Trackbacks (0)Deixar um comentárioTrackback

Waldir Khalil
17, janeiro, 2012 em 08:27 | #1 Resposta | Citação
Eles estão fazendo exatamente aquilo que é próprio do político brasileiro: ROUBAR, ROUBAR E ROUBAR. Agora, cabe a nós, principalmente os aposentados e pensionistas, modificarmos esse quadro dantesco. O voto é nossa arma e é dela que esses merdas têm medo.

GILDÁSIO LIMA
17, janeiro, 2012 em 08:32 | #2 Resposta | Citação
JOSÉ PAULO DE RESENDE g, BOM DIA SOU GILDÁSIO LIMA DA BAHIA, IDEIA FANTÁSTICA DE CONVOCAR OS APOSENTADOS PARA ESTA ATO EM PRAÇA PUBLICA.
NÃO ESQUECE NESTE ATO, DIVULGAR A PEREGRINAÇÃO( DO BRUNO A BRASILIA) TAMBÉM DIVULGAR O BLOG ASOV, ESTE TRABALHO INCANSÁVEL DO AGNALDO,É O ÚNICO INCONDICIONAL TEM NOS DADO 100% DE ATENÇÃO.
ACHO QUE VOU COPIAR SUA IDEIA, AQUI NA MINHA CIDADE PROCURAREI UMA EMISSORA DE RADIO, NÃO TEREI DIFICULDADE DE ESPARSO.gildasiodlima@hotail.com

Jair Moreira
17, janeiro, 2012 em 08:42 | #3 Resposta | Citação
É isto, sem manifestação não se consegue nada!
É só despesa e mais despesa.
Os garimpeiros precisam de apoio, mas com o dinheiro do Tesouro Nacional e não com os recursos da Previdência.
“A Câmara analisa o Projeto de Lei 2798/11, do deputado Benjamin Maranhão (PMDB-PB), que estende aos garimpeiros o direito ao seguro-desemprego nos períodos em que forem impedidos de exercer a atividade. Terão direito ao benefício, por três meses, no valor de um salário mínimo mensal, os trabalhadores autônomos que atuem em regime familiar ou de cooperativa.
Pela proposta, o impedimento à atividade garimpeira terá de ser reconhecido por autoridade competente.
De acordo com Benjamin Maranhão, o objetivo é proteger a dignidade e a integridade física dos garimpeiros, “que, em períodos quase impossíveis de trabalhar, são praticamente obrigados a enfrentar situações de risco”.”

Maria Do Carmo Vieira Penha
17, janeiro, 2012 em 08:46 | #4 Resposta | Citação
Infelizmente , eu me vejo obrigada a concordar com estas colocações.
Onde está a oposição pra protestar contra isso?
O PT só aprova leis favorável a eles mesmos.
Os gastos com o dinheiro precisam ser fiscalizados.
Deveria haver um meio de se tornar eletronico , como acontece com as notas fiscais.
Tudo no computador , cada gasto documentado.
O Brasil poderia estar em outras alturas , se os politicos fizessem uso justo do dinheiro público e respeitassem os direitos dos cidadãos.

em busca de seus direitos
17, janeiro, 2012 em 09:00 | #5 Resposta | Citação
O Senado é tão conivente com o Governo, mentiroso , que quando aprovaram o fim do Fator Previdenciario, já sabiam que o Lula iria vetar, foi somente para enganar os trabalhadores aposentados pela previdencia social, como o fizeram. Ora! porque não Derrubaram o Veto do LUla, e assim a lei teria sido aprovada.no entando esse mesmo SENADO E CÃMARA DE DEPUTADOS FEDERAL só vivem dizendo que são a favor dos miseráveis velhinhos aposentados do INSS, Vejam só, aumentos reais para todas as categorias, menos para os miseraveis idosos e trabalhados da ativa(os verdadeiros sustentadores da Previdencia Social. que politica de justiça é essa? Será o lema, QUE MORRAM OS EX TRABALHADORES E OS FUTUROS APOSENTADOS E VIVAM OS INUTEIS POLITICOS CORRUPTOS? Ah! lembrando, onde estão os políticos corruptos? na prisão ou nos mesmos cargos anteriores? cadê a nossa justiça que diz todos são iguais perante a lei? ( justiça, justiça ? direitos iguais para todos.

Ivo Costa
17, janeiro, 2012 em 10:39 | #6 Resposta | Citação
Ola amigo, embusca dos seus direito,Vocé quer saber onde estão
Os deputados e senadores que disem ser a nosso favor?
Nas melhores praias do brasil e tomando os melhores Drinqs
Importado,Pagos com o dinheiro negado a nós,
Vocé não viu a Sargentona, A melhor praia do norte só pra ela,
Com direito de segurança das forças armadas especial,
Isto sim é Brasil,Nós somos vigiados por traficante e bandidos,
Ela pelas forças armadas,Eta brasil de todos.

Antonio
17, janeiro, 2012 em 11:51 | #7 Resposta | Citação
O gasto da ” Rainha” na praia aonde ficou, chegou aos 700 mil reais. É que foram comprados varios aparelhos de TV e outros brinquedos para os convidados.
Em terra de bobos, a rainha faz a festa.
Nem na Inglaterra, aonde temos a uma rainha (não manda nada, mas pelo menos não atrapalha) os gastos com a realeza é tão grande quanto a gastança da ” Peteaza”.

José Paulo de Resende
17, janeiro, 2012 em 13:21 | #8 Resposta | Citação
Your comment is awaiting moderation.
Obrigado Aguinaldo Candido por postar aqui o Convite para a Manifestação do dia 24 de Janeiro de 2012 que vai ocorrer neste dia 24 de janeiro na Cinelândia Rio de Janeiro a partir das 10 horas da manhã. Obrigado a vc tão batalhador pelos aposentados brasileiros. Obrigado também a todos que postaram comentários. Abraços fraternos do amigo aposentado Paulo Resende.
Comissário de bordo da Varig aposentado também e que até hoje sofre, assim como sofrem os milhares de aposentados e pensionistas do Fundo de Pensão Aerus Varig, por causa deste governinho que aí está.

Aposentadoria acumula alta menor do que inflação







Judite Azevedo, 74 anos, se aposentou em 1985 com três salários-mínimos. O marido da andreense, que morreu nesse mesmo ano, havia planejado a contribuição à Previdência. Ele disse a ela: “Não sabemos quem vai partir primeiro. Então, contribuindo dessa forma, você ficará com um bom salário”. Não foi assim. Hoje, Judite amarga a corrosão de sua renda para o piso, R$ 545 vigentes (R$ 622 a partir de fevereiro). Suas despesas mensais, entre elas aluguel de R$ 142, são o destino do dinheiro. Sobra, em média, R$ 50, mas não raro ela passa o mês com R$ 20.

“Não compro nada para mim. Mas graças a Deus tenho meus filhos. Eles me ajudam bastante, além dos sobrinhos. Porque senão teria que ficar com a Saúde pública”, teme dona Judite, cujo lema é pagar todas as despesas primeiro. Se sobrar é lucro.

A situação da aposentada é a mesma de centenas de outros beneficiários da Previdência, que recebem acima do piso e viram seu poder de compra despencar nos últimos anos.

Apesar de a inflação do idoso ter registrado baixa pela primeira vez em oito anos em 2011 (6,19%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade, da FGV), a realidade dessa população é amarga. De 1995 até dezembro, a correção da aposentadoria, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, acumula alta de 239,86%. Número que não acompanha o custo de vida da terceira idade. Nesses 17 anos, o IPC-3i subiu 303,98%.

O professor do Instituto de Economia da Unicamp Giuliano Contento de Oliveira explica que a carbonização da renda é resultado da política de reajustes adotada pela Previdência Social. “Isso faz com que os benefícios convirjam para o mínimo em função dos diferentes indicadores de correção inflacionários.”

Para Giuliano, uma coalizão entre os aposentados a fim de pleitear alterações nesses cálculos seria alternativa. Especialmente em cenário em que a perda progressiva dos benefícios é dada como certa.

Em meio ao fogo cruzado, em que governo defende rombos na Previdência como forma de não conceder aumento real aos beneficiários – de janeiro a novembro o deficit somou R$ 41,2 bilhões no País -, Oliveira destaca que o problema precisa ser analisado pelo conjunto, além da necessidade de se redesenhar as prioridades econômicas.

No topo da hierarquia orçamentária deveriam ficar idosos e crianças. Não temos observado isso.” Há ainda o argumento da baixa qualidade nos serviços públicos, que vem de longa data. “Estamos caindo; serão mais 300 mil recebendo o mínimo neste ano e vai chegar ao ponto de decidirmos: ou comemos ou pagamos convênio médico”, reclama o diretor da Associação dos Aposentados e Pensionistas do Grande ABC, Luis Antônio Rodrigues.

Associação promete processo contra reajuste até o dia 19

O diretor da Associação dos Aposentados Luis Rodrigues, dará entrada em processo contra o reajuste de 6,08% a quem ganha acima de um salário-mínimo até o dia 19. Para ele, o valor é incompatível com a Constituição.

A provável data de avalização do pedido se dá porque na próxima terça-feira haverá plenária entre a Federação dos Aposentados e Pensionistas do Estado e demais órgãos representativos. A ideia é levar o projeto, aprovado na entidade regional na sexta-feira, às demais, para que engrossem o movimento contra o projeto.

“Queremos fazer esse engajamento para poder pressionar a Presidência sobre o atual salário”, sustenta Rodrigues. Para ele, o valor mínimo do benefício deveria ser de R$ 2.500, para atender a todas as despesas dos idosos. Além disso, ele pressionou a Justiça para que decisa a favor dos idosos. “Os juízos não podem atender aos interesses do Executivo, e sim o da sociedade.”

Mensagem do Aposentado Oswaldo Colombo Filho.


Oswaldo Colombo Filho

Aderval coloca abaixo um tópico significativo e que é pouco aventado nas discussões sobre as Contas da Previdência; mais especificamente do RGPS. Trata-se das chamadas renúncias previdenciárias, um fenomeno brasileiro, que aqui se concede até a clubes de futebol profissional. Notem bem CLUBES, bastando ter onze marmajos que diputem QUALQUER campeonato federado por um estado. Podem imaginar quantos clubes exitem nestas condições? Nem o governo sabe, e jamais isso foi questionado; aliás o governo pela lei de resposabilidade fiscal, através do Tesouro deveria divulgar semestralmente os dados que correspondam às estimativas das renúncias elencadas por tópicos a que são concedidas. Em 2002 a diretoria de arrecadação do INSS fez um estudo apenas com os times que disputavam a serie A (total de 20) do Campeonato Brasileiro, e o valor alcançado pelas renúncias, atualizado a valores de 2010, correspondia a R$ 175 milhões/ano. Os economistas independentes tomam a título de estimativa R$ 300 milhões/ano em seus trabalhos.
Desde meados de 2008, e já denunciadas por economistas independentes e pela ANFIP, o governo e ninguém no Congresso lhe cobra, aliás isso nem é mencionado na imprensa e nem de forma derradeira por nenhuma entidade dos aposentados, estas renúncias e que nada tem para com a Seguridade mas sim para com o Orçamento do Tesouro (Fiscal), suprimem no mínimo 8% da receita do RGPS; o que mesmo nas "contas feitas de forma trágicas e tendenciosas pelo governo" - reduziria ao que eles chamam de déficit à metade. Estes pontos são de extrema importância à discussão; pois pelo entendimento difuso e contraditório que os "neolibertinos" dão à Contas públicas, e em especial às do RGPS, é que eles produzem a falácia de déficit e assim apregoam a necessidade de manter o Fator previdenciário e não conceder reajustes aos aposentados. SE desejarem entender um poco mais e ao que julgo importar, leiam http://oswaldocolombofilho.blogspot.com/2011/10/equivocos-da-politica-neoliberal-que.html , e

http://oswaldocolombofilho.blogspot.com/2011/10/politicalha-economica-feita-com-o.html

Mensagem do Aposentado Marcio F. Bergler. Retirada do perfil do Facebook criado por Aderval Pires Gomes.

Marcio F. Bergler
Amigo(a)s
O aumento dado pelo Governo para os que ganham acima de um SM 6,08% é um tremendo absurdo,pois a cada ano, como é de conhecimento, milhares passam a ganhar somente 01 SM, alguma coisa precisa ser feita para pressionar o atual governo, que tem a sigla de todos nós e não faz absolutamente nada para mudar essa situação, barrando na Câmara Federal as PL’s que trariam um alívio para toda a classe. Não consigo entender um governo que diz que quer irradicar a miséria fica prejudicando uma classe que é uma das mais importantes desse País pelo que produziu e ainda produz, porque muitos ainda continuam na labuta, então porque não conceder todas as correções necessárias, pois nós é que alavancamos a economia da nação, pois investir em nós é investir em distribuição de renda e geração de empregos, o Brasil tem 5.566 municípios e 3.875 municípios (70%) tem os Benefícios Previdenciários como a maior fonte pública de renda, superando o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) então temos que fazer uma greve de votos, nas próximas eleições não votar nesses canalhas/traidores e também greve de compras/empréstimos, é claro que o básico como aluguel,luz,água,alimentação e remédios não entrariam . Outro dia na fila de um banco perguntei a alguns aposentados se Eles sabiam das PL’s paradas na Câmara Federal e nenhum deles sabiam, então eu pergunto: Cadê a COBAP, Federações Estaduais e Associações Municipais dos Aposentados em todo o país, porque não fazer uma panfletagem em dia de pagamento nos Bancos e Lotéricas , publicar nos jornais das Federações, usar a mídia escrita e falada para que a sociedade em geral saiba da nossa situação.

Marcio F. Bergler
mfbergler@gmail.com

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Contracheque na Internet. A partir de amanhã, aposentados do INSS poderão conferir quanto vão receber neste mês. Fonte: Jornal O Dia. Aline Salgado

Contracheque na Internet
A partir de amanhã, aposentados do INSS poderão conferir quanto vão receber neste mês
POR ALINE SALGADO

Rio - Os 28 milhões de aposentados e pensionistas do INSS poderão conferir, a partir de amanhã, para quanto subiram os benefícios com o aumento que vão receber neste mês. O Ministério da Previdência Social libera, via Internet, a consulta ao contracheque referente a janeiro. O acesso é por meio do portal eletrônico www.previdenciasocial.gov.br — confira no quadro acima o passo a passo.


Quem não tem Internet poderá tirar o extrato do benefício nos terminais de autoatendimento dos bancos pagadores. Os dados nos caixas eletrônicos estarão disponíveis a partir do dia 25. O aposentado Edson Mussa Curi, 60 anos, vai pedir ajuda aos filhos, experientes no mundo digital, para acessar o contracheque.


“Não entendo nada de Internet, mas sei a quem recorrer em caso de dúvida: meus filhos. Acho um barato essa consulta. Fica mais rápido e prático para planejar o orçamento doméstico”, diz.

Aumento de R$ 77

Neste mês, aposentados e pensionistas do INSS que ganham o piso previdenciário, agora no valor de R$ 622, terão reajuste de 14,1%. Em termos reais, o adicional chega a R$ 77. Já os segurados que ganham acima do mínimo contarão com aumento de apenas 6,08%, referente à inflação acumulada no ano passado, registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O aposentado que recebia R$ 1 mil de benefício mensal, por exemplo, terá agora R$ 1.060,80.

Os pagamentos começam a ser depositados na próxima quarta-feira, dia 25. Recebem primeiramente segurados que ganham o piso previdenciário. A partir de 1º de fevereiro, serão depositados ganhos acima do salário mínimo.

Projeto de lei limita crédito consignado

A renegociação de empréstimos consignados (com desconto direto em folha), mesmo dentro da margem permitida, de 30%, e a aquisição de novas dívidas sem a quitação da anterior podem estar com os dias contados. Tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, projeto de lei que pretende proibir tais práticas.

O objetivo é frear o endividamento crescente de aposentados, pensionistas do INSS e trabalhadores. A proposta 2.522/11 do deputado federal Marllos Sampaio (PMDB-PI) tramita em caráter conclusivo.

Dilma irresponsável. Fernando Canzian. Folha de São Paulo.

fernando canzian

16/01/2012 - 09h52
Dilma irresponsável


Sem que se queira, algumas imagens nos perseguem pela vida. Tenho algumas: a coxa de um motoqueiro rasgada em um acidente; uma briga feia, de socos, entre dois senhores gordos.

Outras duas saíram do mesmo lugar: da região de Petrolina, em Pernambuco, curral eleitoral do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra (PSB).

De uma cabra morta dentro de um barril azul, com olhos esbugalhados e sem o couro, vísceras cercadas de moscas. Carne salgada de um morador sem eletricidade ou água encanada.

Outra, do rosto desesperado de um sujeito, morador de uma casa de taipa, também sem água, cujo filho morreu. Ele nem sabia dizer como. Adoeceu, foi ao posto de saúde e saiu de lá morto.

Pernambuco é a cara do Brasil. Cresce como nenhum outro Estado em meio a um boom industrial e imobiliário. Mas conta com uma das elites mais atrasadas do país. Daquelas que usam o Estado e o dinheiro público como propriedade privada. Sem que ninguém faça nada a respeito.

Fernando Bezerra é um ícone: privilegiou seu curral pernambucano com o grosso das verbas de "seu" ministério; fez do filho o maior beneficiário de emendas de "sua" pasta; loteou a Codevasf (que deveria levar água a Petrolina e região) com irmão e amigos; comprou um mesmo terreno duas vezes em Petrolina com dinheiro público; e fechou contrato com empresa de correligionário pelo maior preço.

Bezerra é funcionário público, assalariado do Estado, e tem uma chefe direta, a presidente Dilma Rousseff.

Há menos de dois anos, em Pernambuco mesmo, Dilma era quase uma desconhecida. Era chamada de Vilma pelos que tinham, de orelhada, ouvido falar "da mulher de Lula". Meses depois, na eleição de 2010, o Estado daria à hoje presidente uma das maiores votações proporcionais no país.

Dilma foi praticamente ungida à Presidência pelo seu padrinho Lula. E não tem nenhuma das características clássicas dos políticos brasileiros que enojam tantos eleitores.

Está muito bem avaliada e poderia, se quisesse, tentar trazer a política brasileira para um outro patamar. Mas ela não parece disposta a isso. Seu tempo está passando.

A conversa da "governabilidade" vai aprisionando Dilma.

Meia dúzia de ministros saíram de seu governo não porque ela quisesse. Ao contrário, foram mantidos até cair de podres, denunciados pela imprensa.

Assim como Barack Obama nos EUA, Dilma talvez tivesse condições de chacoalhar as coisas de uma maneira mais honesta.

Talvez ela não seja uma política bastante habilidosa para isso, como Obama não foi.

Mas Dilma não deixa de ser responsável pelo que fazem seus subordinados diretos.


Fernando Canzian é repórter especial da Folha. Foi secretário de Redação, editor de "Brasil" e do "Painel" e correspondente em Washington e Nova York. Ganhou um Prêmio Esso em 2006. É autor do livro "Desastre Global - Um ano na pior crise desde 1929". Escreve às segundas-feiras na Folha.com.

Coluna do Jornalista Claudio Humberto. Hoje dia 17 de Janeiro de 2012. BRONCA GERAL

Coluna do Jornalista Claudio Humberto. Hoje dia 17 de janeiro de 2012.
BRONCA GERAL.

17/01/2012 | 00:24
Aposentados se manifestam no Rio, dia 24
Caro e prezado CH. Um grupo de aposentados brasileiros, insatisfeitos com esta política suicída cometida há anos contra os mesmo, se reunirá na Cinelândia Rio de Janeiro no próximo dia 24 de janeiro a partir das 10 horas da manhã para protestar contra este absurdo aumento de 6,08 dado pelo governo da senhora Dilma Rousseff a quem ganha acima do salário mínimo. A cada dia que passa os nossos reajustes são cada vez menores. Uma falta total de respeito com os milhões de aposentados brasileiros que trabalharam a vida toda e fizeram a grandeza do Brasil, mas que agora são colocados em segundo plano. Neste dia 24 se comemora o Dia Nacional dos Aposentados Brasileiros e não temos nada, mais uma vez, para comemorar.

José Paulo de Resende
Niterói - RJ

Postado no site do Jornal Tribuna da Imprensa online pelo Jornalista Carlos Newton

José Paulo de Resende
janeiro 16th, 2012 at 20:41
Caro e prezado Jornalista Carlos Newton. Um grupo de aposentados brasileiros, insatisfeitos com esta política suicída cometida há anos contra os mesmo, se reunirá na Cinelândia Rio de Janeiro no próximo dia 24 de janeiro a partir das 10 horas da manhã para protestar contra este absurdo aumento de 6,08 dado pelo governo da senhora Dilma Rousseff a quem ganha acima do salário mínimo. A cada dia que passa os nossos reajustes são cada vez menores. Uma falta total de respeito com os milhões de aposentados brasileiros que trabalharam a vida toda e fizeram a grandeza do Brasil, mas que agora são colocados em segundo plano. Neste dia 24 se comemora o Dia Nacional dos Aposentados Brasileiros e não temos nada, mais uma vez, para comemorar.

Obrigado caro Roberto Nascimento. Muito obrigado pelo apoio. Continuemos na nossa luta. Sem luta não haverá vitória.

DIA NACIONAL DOS APOSENTADOS. DIA DE LUTA PELA CIDADANIA. 24 de Janeiro de 2012.

DIA NACIONAL DOS APOSENTADOS
DIA DE LUTA PELA CIDADANIA
"24 DE JANEIRO DE 2012"
-Considerando que, a Variação Total Acumulada dos Benefícios Previdenciários nos últimos dez anos é mais de 100% inferior à Variação Total Acumulada do Salário Mínimo;
-Considerando que, o princípio de igualdade determinado pela nossa Constituição Federal não está sendo observado pelas autoridades governamentais com vistas a Idosos Aposentados e Pensionistas Segurados da Previdência Social, que recebem valor mensal acima do Salário Mínimo;
-Considerando que, os Idosos Segurados da Previdência Social contribuíram sempre para, após cumprirem os anos de trabalho determinados em Lei, receberem um "Seguro Previdenciário" para manutenção própria e da família, conforme "reza" a nossa Carta Magna e o ESTATUTO DO IDOSO;
-Considerando que, os Auxílios pagos aos Assistidos pelos Serviços Assistenciais do Governo devem continuar sendo pagos tendo como fonte de recursos os Órgãos Governamentais responsáveis pelo atendimento a esta População Carente, deixando de "sangrar" os cofres da Previdência Social, e
-Considerando que, passando a efetuar somente os pagamentos aos "Segurados da Previdência Social", o Sistema Previdenciário Público continuará sempre contando com "sobra de caixa", desde que administrado de forma correta, que os devedores do Sistema sejam cobrados (inclusive o Governo)... e os fraudadores punidos e obrigados a restituírem (atualizados) o valores que nos subtrairam furtivamente,

LEMBRAMOS que já foram aprovados pelo Senado Federal e se encontram tramitando na Câmara dos Deputados, os seguintes Projetos de Lei:-
1 - Projeto de Lei nº 0001/07, que visa estender o mesmo critério de reajuste do salário mínimo ao reajuste de benefícios da Previdência Social;
2 - Projeto de Lei nº 3299/08, que visa acabar com o perverso "Fator Previdenciário", cujas regras, adotadas ainda no governo FHC, retardam e causam grande prejuízo no cálculo da aposentadoria inicial; e
3 - Projeto de Lei nº 4434/08, que visa recuperar perdas acumuladas nos pagamentos de proventos de idosos, aposentados e pensionistas.
Essas medidas, quando aprovadas, representarão o respeito à Constituição Federal e ao ESTATUTO DO IDOSO e terão grande alcance social, representando estímulo à uma melhor distribuição de rendas, crescimento econômico e geração de empregos.

SE FAZ NECESSÁRIO...
a) - Fazer cientes todos os segmentos da Sociedade Brasileira e acionarmos as Organizações Governamentais e Não Governamentais convidando a todos para lutarem conosco, lançando mão dos vários recursos legais (inclusive campanhas eleitorais), exercendo forte pressão no Legislativo;
b) - SOLICITAR COM INSISTÊNCIA AOS DEPUTADOS FEDERAIS para que ocorra a imediata apreciação e aprovação dos Projetos de Lei acima mencionados, que há mais de dois anos foram aprovados pelo Senado Federal e, desde então, tramitam "em passo de tartaruga" pela Câmara dos Deputados;
c) - Usar todos os órgãos de divulgação disponíveis (principalmente a Internet) para divulgação do andamento destes Projetos de Lei, hoje na Câmara dos Deputados, até que ocorram suas aprovações e homologações;
d) - Acionar os Conselhos Municipais do Idoso, Conselhos Estaduais do Idoso, Conselho Nacional do Direito do Idoso, Entidades Religiosas, Centrais Sindicais, Sindicatos, Organizações Governamentais e Não Governamentais que visam o bem estar e respeito aos direitos dos Idosos Aposentados ou Pensionistas, para que encaminhem aos Deputados Federais Ofícios e Moções de Apelo visando a imediata aprovação dos PL's nºs 0001/07, 3299/08 e 4434/08, e
d) - Ao final, DIVULGAR COM ÊNFASE os nomes dos Deputados Federais e autoridades do Poder Executivo que colaborarem para a aprovação e, principalmente, os nomes dos que "ficarem em cima do muro" ou se posicionarem contra tais Projetos de Lei.

Santos/SP, 16 de janeiro de 2012.
José Luiz Lopes dos Santos -
Membro do Conselho Muncipal do Idoso de Santos e do Conselho Estadual do Idoso/SP

Manifestação do DIA NACIONAL DO APOSENTADO BRASILEIRO. 24 de Janeiro de 2012. Cinelândia Rio de Janeiro. A partir das 10 horas da manhã até às 12 horas.




MANIFESTAÇÃO DO DIA NACIONAL DO APOSENTADO BRASILEIRO.

24 DE JANEIRO DE 2012.

CINELÂNDIA RIO DE JANEIRO A PARTIR DAS 10 HORAS DA MANHÃ ATÉ ÀS 12 HORAS. COMPAREÇAM APOSENTADOS BRASILEIROS.

Vamos dar um basta e também gritar e espernear contra esta política suicída do Governo do PT contra os aposentados brasileiros que recebem estes reajustes pequenos há quase 10 anos. Já não bastava o Governo FHC ter sido contra nós e agora temos contra nós também os Governos Lula e Dilma.
Chega de sermos enrolados e humilhados.
Todos os aposentados brasileiros para as ruas e praças neste dia 24 de janeiro de 2012 para protestar. Mais uma vez neste dia não temos nada para comemorar.



Tragam apitos, narizes de palhaços, panelas e se possível pequenos cartazes.
Vamos cobrar o que nos é de direito.

RAPINAGEM DO PRÉ-SAL. Polípio Braga


- Rapinagem do Pré-sal

Polípio Braga
Sauer, ex-homem do governo do PT, conta como Zé Dirceu, Lula e Dilma ajudaram Eike Batista na rapinagem do Pré-Sal
Por Políbio Braga
Em longa entrevista de 27 páginas à edição trimestral de outubro de 2011 da Revista Adusp, da Universidade de São Paulo, aos repórteres Pedro Estevam da Rocha Pomar, Thaís Carrança e Daniel Garcia, o professor Ildo Sauer, diretor de Gás e Energia da Petrobrás entre 2003 e 2007, período que cobriu o primeiro mandato do presidente Lula e o início do segundo, participante ativo das decisões que levaram à descoberta, em 2005-2006, das jazidas do Pré-Sal, denuncia que Eike contratou, como consultores, dois ex-ministros do ex-governo FHC, Pedro Malan, da Fazenda, e Rodolfo Tourinho, das Minas e Energia, e um do ex-governo Lula, José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, para assessorá-lo, depois que arregimentou para a sua empresa OGX o engenheiro Rodolfo Landim, um dos maiores especialistas da estatal em petróleo
Texto completo.
. De longe, as denúncias são devastadoras para o ex-presidente Lula e para Dilma. Não é por menos que nenhum dos dois quis falar. Ildo Sauer foi homem de confiança de ambos - nomeados pelos dois.
. Integrante da equipe de especialistas que conduziu as pesquisas vitoriosas em 2005-2006, que culminaram com as descobertas de petróleo na camada de pré-sal, primeiro, no poço Paraty(2005), em seguida, o poço Tupi(2006), cuja estimativa de produção vai até os 80 bilhões de barris, Landim e seu colega, também, engenheiro, Paulo Mendonça, ambos, ex-integrantes da Gerência Executiva de Exploração, centro nevrálgico da Petrobrás, saíram da estatal, criaram uma empresa de consultoria e foram trabalhar para Eike, que havia sido recomendado pelo ex-ministro Tourinho para entrar no negócio do petróleo.
. Ou seja, o empresário X, já milionário, com uma fortuna estimada em 200 milhões de dólares, deu, graças às informações que teria sido a ele repassadas por ex-ministro e ex-especialistas da Petrobrás, tacada bilionária, para se transformar em homem de fortuna potencial de 100 bilhões de dólares, a partir de compra via leilão de poço de petróleo avaliado em 10 bilhões de barris de reservas.
. Não seria, portanto, impossível que Eike, como declarou à repórter Sônia Bridi, do Fantástico, em 2015 e 2016, venha ser o homem mais rico do mundo. Só para ter-se ideia da grandeza das reservas arrematadas por Batista, atualmente, os Estados Unidos têm 29,4 bilhões de barris, não mais que o dobro do que passa deter o empresário brasileiro. Breve.

Aposentados querem negociar reajuste maior após recesso parlamentar. Fonte Rede Brasil Atual. Letícia Cruz






São Paulo – Com o reajuste de 6,08% nas aposentadorias acima do salário mínimo confirmado pelo governo, entidades que representam os aposentados pretendem agora pleitear um percentual maior após o recesso parlamentar. O índice, equivalente à inflação de 2011 medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é considerado insuficiente pelos aposentados, que pleiteavam um reajuste de 11,7% no Congresso – reposição da inflação mais 80% do Produto Interno Bruto (PIB) do ano anterior. O piso dos benefícios corresponderá ao salário mínimo, de R$ 622.

De acordo com Gilson Matos, diretor de Seguridade Social da Confederação dos Aposentados e Pensionistas do Brasil (Cobap), a estratégia é “bater na tecla” até que se chegue a um acordo. “Queremos agora tentar um reajuste fora do período. Vamos tentar negociar esta diferença (da correção inflacionária)”, disse à Rede Brasil Atual. O mesmo ocorreu em 2010, quando a Câmara dos Deputados aprovou no mês de maio um índice maior do que desejava o governo à época (7,7%).

Pouco após a votação do Orçamento no último dezembro, a presidenta Dilma Rousseff encaminhou ofício aos ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e da Previdência, Garibaldi Alves, informando a retomada das negociações com as entidades a partir de fevereiro. Um acordo entre sindicatos, entidades, parlamentares e governo foi feito na última hora da votação, garantindo a continuidade do diálogo no começo do ano. Porém, a ordem do governo é segurar os reajustes e priorizar os investimentos em programas sociais.

Entretanto, a postura de contenção de gastos desagrada aos aposentados. “As nossas considerações sobre os 6,08% são as piores possíveis”, criticou Matos, que apostava em um valor maior. Segundo os cálculos da confederação, são cerca de 9 milhões de pessoas que ganham acima do salário mínimo. Destes, 80% recebem até dois salários mínimos – R$ 1.244. “Está mais que na hora de eles perceberem que o aumento só movimenta a economia”, frisou.

Nas conversas que devem acontecer nos próximos dias no Congresso, os parlamentares que assinaram a emenda ao Orçamento que pedia 11,7% já cogitam rever os termos da negociação. De acordo com o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (PDT-SP), os 80% do PIB podem se transformar 60%, dependendo do que o governo propuser a seguir.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Os Altos Salários dos Ministros de Dilma Rousseff x Aposentados Brasileiros e os Trabalhadores da VARIG.

Os Altos Salários dos Ministros de Dilma Roussef x Aposentados Brasileiros e os Trabalhadores da VARIG


José Paulo de Resende
janeiro 9th, 2012 at 14:23
Niterói, 09 de janeiro de 2012.
Os altos salários dos Ministros de Dilma Rousseff x Aposentados Brasileiros e os Trabalhadores da VARIG.
O Jornal Correio Brasiliense deste dia 08 de Janeiro de 2012 trás uma reportagem sobre os altos salários pagos a vários ministros do Governo da Senhora Dilma Rousseff. Afinal de contas eles, Ministros, estão recebendo o Programa Fome Zero. Só que para eles que especialmente ganham excelentes salários de Ministros e mais participação em outras empresas governamentais.
É realmente um escárnio ao Povo Brasileiro estes altos salários pagos aos senhores Ministros do Governo Dilma Rousseff.
Enquanto isto os Aposentados Brasileiros que ganham acima do salário mínimo ganham apenas 6,08 por cento em seus benefícios do INSS e os Trabalhadores da VARIG , há quase 6 anos, passam por sérias dificuldades financeiras. Nada para esta grande parte da população brasileira somente a parte do latifúndio que lhes é cabe.
Os senhores Ministros do governo Dilma Rousseff ganham estes altos salários e a eles é dado uma espécie do “Programa Fome Zero ” porque com estes altos salários sempre estarão por cima da carne seca e sempre estarão se dando bem. Inclusive entre eles está o senhor ministro da AGU Luis Inácio Adams que até hoje continua protelando o tal acordo que deveria estar em vigor desde o ano de 2009. Acordo este para resolver a grave questão do AERUS VARIG, mas que foi empurrado com a barriga pela AGU e pelo próprio governo do PT. Este acordo foi anunciado em 25 de março de 2009 pela AGU ( Advocacia Geral da União ) e pelo então Ministro da época senhor Toffoli ( Hoje Ministro do STF ). O mesmo não acabou sendo feito e nós, trabalhadores da Varig, continuamos em compasso de espera.
Realmente é uma afronta a todo o Povo Brasileiro estes altos salários ganhos pelos ministros do Governo Dilma.
Mas é assim que o Governo do PT governa e sabe governar. Aos pares dele tudo e mais alguma coisa e ao Povo Brasileiro somente as migalhas.
Mas o que mais impressiona é que parte deste Povo ainda aplaude a Presidente Dilma e ainda dá um alto índice de popularidade ao primeiro ano de governo do seu governo. Desconfio desta pesquisa feita pelo Ibope, mas neste País pesquisa é que manda e chega a determinar quem vai ganhar numa eleição.
O que esperar de uma governo ( Continuação do dois governos anteriores governado pelo senhor Lula ) que continua colocando em segundo plano os aposentados brasileiros ( que ganham acima do salário mínimo) e colocando os trabalhadores da VARIG no limbo?
Não há nada a esperar de um partido que antes de chegar ao poder criticava a tudo e a todos, mas quando chegou ao poder fez o que tantos outros governos fizeram ou muito pior.
Muita propaganda paga a preço de ouro para dizer que o Governo do PT nestes nove anos a frente do governo federal fez de tudo para modificar o Brasil ou melhor eles, do PT, fizeram muito e redescobriram o Brasil.
Não adianta vir a público anunciar, como fez o senhor Ministro Guido Mantega ( outro a ganhar alto salário ), que o Brasil é a 6ª economia do Mundo enquanto há grandes disparates no campo da distribuição de renda. Somos o 84º lugar neste itém.
A propaganda paga a preço de ouro para a mídia televisiva e outras mídias é só para engabelar e enrolar o Povo Brasileiro, mas tem gente que acredita.
Não há Justiça Social em um governo que paga aos seus mais altos escalões estes salários astronômicos enquanto há má distribuição de renda para o Povo.
O que há é uma tremenda Injustiça Social.
Mas o que mais nos causa repulsa é ver os Sindicatos atrelados ao governo do PT assim como a UNE ( União Nacional dos Estudantes ) recebendo dinheiro e benesses para ficarem calados e trazerem seus associados amordaçados sem poderem reclamar.
Os Sindicatos principalmente nestes nove anos de governo do PT seguem a risca o que o governo determina e manda. São paus mandados e cumprem as órdens do governo federal, mas em contrapartida podem usar os recursos do Imposto Sindical a seu bel prazer, pois o ex.presidente Lula determinou e proibiu o TCU de fiscalizar o dinheiro recolhido dos trabalhadores brasileiros para o imposto sindical. A farra com este dinheiro deve estar sendo muito boa.
Os Aposentados Brasileiros, que ganham acima do salário mínimo,continuarão amargando estes pequenos reajustes que lhe são dados a cada ano e os trabalhadores da VARIG continuarão a passar por sérias dificuldades financeira em mais um ano. Não há por parte do governo do PT vontade política para resolver a grave questão do Aerus VARIG e não há vontade política para dar aos aposentados brasileiros um reajuste bom quanto o que é dado ao aposentados brasileiros que ganham apenas o salário mínimo. Se esta política de reajuste continuar assim todos nós acabaremos, em breve tempo, a só receber 1 salário mínimo como benefício do INSS.
Apenas um lembrete a todos: Este ano de 2012 haverá eleições para prefeitos e vereadores. É bom que todos nós, que sofremos com as injustiças cometidas pelo PT e seus aliados, não votemos em candidatos ligados ao PT, PMDB e outros partidos aliados ao governo federal. Os deputados e senadores do PT, com raríssimas exceções, votaram e votarão sempre contra os Aposentados Brasileiros.
Será uma grande lição, se todos nós prejudicados fizermos isto com esta turma que governa pensando somente em seus bolsos e em causa própria. Diga não na eleição de 2012 para estes políticos que não ligam para vc.
Atenciosamente,
José Paulo de Resende.
Aposentado Brasileiro e Aposentado da VARIG.
Itaipu Niterói Rio de Janeiro.

Dilma Falhou no que se dizia melhor. Rosângela Bittar. Valor Econômico. 11 de janeiro de 2012.

DILMA FALHOU NO QUE SE DIZIA MELHOR
Rosângela Bittar
Valor Econômico - 11/01/2012
Apagões pequenos, médios e grandes, do Oiapoque ao Chuí; epidemia grave de dengue; mortes novamente por catástrofes da natureza esperadas mas não prevenidas por governos municipais, estaduais e sobretudo federal, a quem compete muito; caos aéreo persistente, resultado de incipientes medidas; erros repetidos na administração da Educação; baixa execução de PACs I ou II; reforma agrária sem resultados; invisível avanço em desempenho na área de segurança. Problemas, esses e muitos outros, do primeiro ano do governo Dilma, todos, de gestão.
A presidente da República gastou seis meses iniciais na montagem do governo e os seis meses finais na desmontagem. Perdeu, na tessitura, dois pilares, Antonio Palocci, chefe da Casa Civil, e Nelson Jobim, ministro da Defesa, dois mais importantes colaboradores. Titubeou, demorou, negaceou, até trocar ministros política e administrativamente inviabilizados nos cargos, levando o governo à paralisia. Quando tomou providências o fez de forma acanhada - pois ainda há áreas no vácuo -, e já era o fim da primeira etapa.
Isso não influiu na popularidade, na capacidade de reeleição, no apoio popular, como citam governistas profissionais, a provar que a aceitação é prova de que o governo foi bom. Não se pode dizer, porém, para o bem do realismo, que se o mau governo não atingiu o voto, não existiu. Com altos índices de aprovação no último Ibope do ano, maior até que seus antecessores no mesmo período, Dilma seria reeleita gloriosamente se o pleito fosse hoje. Mas não poderá dizer que recebeu, para isso, contribuição decisiva de sua performance de gestora, fama que adquiriu já na equipe de transição do governo Lula, antes até de ser ministra.
O governo começa o segundo ano no mesmo ponto que começou o primeiro: tendo que ser remontado, exigindo nomeação de ministros que possam ter competência para executar programas que a presidente venha a apontar como seu projeto de Brasil. Em janeiro de 2012 estão todos no ponto do janeiro de 2011: à espera de que ela diga a que veio e para onde vai.
Dilma terminou em empate, inclusive, no quesito de preservação da democracia e das instituições, ainda necessitadas de cuidados especiais no Brasil. Para cada avanço, houve um retrocesso. Iniciativas como a criação da Comissão da Verdade, ou mudanças dos princípios de política externa para preservar o respeito aos direitos humanos, por exemplo, tiveram seu contraponto na censura a programas de TV e peças de propaganda ensaiadas sem pudores pela ministra da Mulher, Iriny Lopes, e na pressão do partido presidencial, o PT, para que promova o controle da imprensa. Houve outras ameaças que não chegaram a configurar risco real, mas promessas de autoritarismo, como o abuso do governo por medidas provisórias, o que anula o contraditório do Congresso, e renovadas tentativas de eliminar controles do Tribunal de Contas da União.
A timidez administrativa da presidente inibiu até mesmo o grupo criado para ajudá-la a romper o imobilismo da gestão do Estado, a Comissão de Gestão Pública. Jorge Gerdau, empresário coordenador do grupo que levaria para o governo os instrumentos modernos de administração na iniciativa privada, não logrou resultados. O grupo não deu respostas sobre como melhorar a gestão de áreas de administração difícil e, às vezes, dramática, como a da saúde e, principalmente, dos hospitais públicos. Nem da educação, uma gestão perdida entre erros administrativos repetidos, por exemplo, na aplicação de exames nacionais, e equívocos da política universitária expansionista que criou instituições fantasmas pelo interior afora.
O problema é que esses setores de gestão em colapso têm se tornado numerosos, a eles se somando a segurança, o combate ao uso de drogas, a prevenção de desastres ambientais, o abastecimento de energia.
A oposição, se disse neste espaço ao fim de 2011, foi um fracasso retumbante no ano em que deveria se renovar e reafirmar um projeto alternativo para o eleitorado. O governo não ficou à frente, embora, ao contrário da oposição, que nem número teve, contasse com os instrumentos para fazer e acontecer.
O ministério foi formado para atender ao projeto do ex-presidente Lula de preparar candidatos de cara nova para o PT disputar eleições municipais e estaduais. Deu errado no federal, e pode continuar nessa má trilha a julgar-se pelas especulações que cercam a substituição dos ministros candidatos. A troca de Fernando Haddad por Aloizio Mercadante - e não vai aqui nenhum lobby das corporações que lotearam o MEC a favor do secretário-executivo (Henrique Paim) e candidato preferencial de Haddad - continua dentro do projeto de formação de candidatos do PT a eleições traçado por Lula.
As corporações, que governam por intermédio de conferências, ONGs e greves, por sinal, tomaram mais de uma das áreas fundamentais para o sucesso do projeto deste governo. Na saúde tentou-se estabelecer base de alguns programas novos, voltados para a classe média, segundo orientação expressa da presidente, mas foi incipiente. Exemplo de fim de linha nesse setor acontece na porta do governo federal. Brasília, governada pelo PT, que tem na saúde o problema mais grave entre tantos, continua mergulhada na incompetência e falta de perspectiva de soluções. A última do governador Agnelo Queiroz foi criar o ciclo-socorro, as "bikelâncias" que, como o nome indica, são isso mesmo, ambulâncias em bicicleta. Não se tem notícia de reações de perplexidade, terror ou providências no Ministério da Saúde.
O governo parece amarrado, impedido. Com esse fraco e pouco criativo desempenho, Dilma está no topo das pesquisas de popularidade, apoio e aceitação do eleitorado, repetem como um mantra seus acólitos. O ex-presidente Lula já disse, nos idos do pós-mensalão, que um governo começa mesmo no terceiro ano, portanto, esse início não conta. O pior dos mundos será a marquetagem convencer Dilma da desnecessidade de reações firmes neste segundo ano.
Rosângela Bittar é chefe da Redação, em Brasília

Cartão de Natal Inteligente. Enviado por Carlos Tarcisio Nogueira para a republiqueta sindicalista instalada no Brasil

escreveu:
CARTÃO DE NATAL INTELIGENTE .
Carlos Tarcisio Nogueira, ocupou alto cargo na Nestle por mais de 40 anos. Está aposentado e reside em São Paulo. Veja que para ele a indignaçao ultrapassou todos os limites e ele resolveu escrever e denunciar a republiqueta sindicalista instalada no BRASIL.
FELIZ 2012, BRASIL!
Feliz Lewandowsky, Feliz Cesar Peluzo, Feliz Joaquim Barbosa e seus demais colegas do STJ; Felizes "ministros" Pallocci, Jobim, Pedro Novais, Orlando Silva, Wagner Rossi, Carlos Lupi, Fernandos Haddad e Pimentel, Erenice e outros que a VEJA ainda não denunciou.
Feliz Sarney, Maluf, Dirceu e seus 40 mensaleiros, Feliz Serra, Feliz Aécio, Feliz Protógenes, Felizes Marta Careca e seus três maridos, Felizes sindicalistas que tomaram conta do país, da Petrobrás, do Banco do Brasil, dos Correios, da CEF que até comprou o Banco Panamericano do Sílvio Santos).
Lembram do Vicentinho, do Paulinho da Força, do Zé Mané da CUT? "Estão" todos Deputados Federais, Ministros, Juízes dos Supremos e etc.
Feliz Brasil dos Barbalhos, Calheiros e milhares de outros Fichas Sujas. Felizes 600 Deputados Federais e 81 Senadores da República, além de 2700 Deputados Estaduais e quase 10.000 Vereadores deste pobre Brasil.
Felizes Egrégios representantes do Poder Judiciário deste país, a quem caberia fiscalizar os atos dos Poderes Executivo e Legislativo e só existem para legislar em causa própria.
Felizes Ricardo Teixeira, João Havelange, que já engajaram Ronaldo Travequeiro, Romário Deputado (pasmem) e brevemente o famigerado Pelé. Tudo em nome da corrupção na Copa 2014. Parabéns, NÉM da Rocinha, que tem grande potencial político no Rio de Janeiro.
Triste país, onde em uma folha A4 você não consegue listar ou lembrar nem 0,1% de suas vergonhas. País que De Gaulle já desconfiava que não era sério. E não é que o "faro" do narigudo De Gaulle era muito bom!!!
Nossa reverência e nossos respeitos, Dra. Patrícia Acciolly, Juíza do Rio de Janeiro, executada com 21 tiros há poucas semanas, porque ousou punir e pedir a prisão de alguns "policiais" (pasmem) envolvidos com a corrupção.
Nossos cumprimentos, Dra. Eliana Calmon, presidente do CNJ, pela coragem de vasculhar a vida de mais de 200 magistrados da mais alta côrte do país, mas que está expondo sua vida e correndo o sério risco de virar outra Dra. Patrícia Acciolly.
Muito obrigado, Imprensa Brasileira, se não fossem vocês nada do que contém nesta folha seria de conhecimento público. A única instituição que ainda funciona no país (graças a Deus) é a IMPRENSA.
Que neste novo final de ano, Jesus de Nazareth vire um pouco mais os seus olhos para nós, os homens SÉRIOS que AINDA RESISTEM, e nos ajude a começar uma mudança radical, banindo, prendendo, desapropriando bandidos que ainda tratam nosso país como se fosse sua Capitania Hereditária. Basta de impunidade, basta de 171, basta de espertos e espertezas. Temos que construir um PAÍS SÉRIO para nossos netos. Juntemo-nos.
Jesus Cristo, que nasce a cada 25 de Dezembro e que é o aniversariante do dia, pelo amor de Deus, SALVE O BRASIL.
F E L I Z 2 0 1 2 ! Se for possível.
CTNogueira
CTNOGUEIRA USOU A INTELIGÊNCIA. APELOU PARA Jesus de Nazareth, quase plagiando o filósofo BOÉCIO QUE DISSE: "A INTELIGÊNCIA DIVINA VÊ O FUTURO COMO ELA O CONCEBE".
O GRUPO GUARARAPES AGRADECE E ESPERA QUE DEUS NOS AJUDE.
Doc.nº 24-2012

Boa noite amigos, aposentados, pensionistas e aposentáveis do INSS. Texto do aposentado Aderval Pires Gomes.

Boa noite amigos, aposentados, pensionistas, aposentáveis do INSS, dia 20 o pessoal do Aérus/Varig fará uma manifestação no posto 6 em Copacabana, aqueles que puderem devem comparecer, para ajudar no nosso movimento, no dia 24/01/2012 dia dos aposentados, vamos encher a praça da Cinelândia, mais precisamente a escadaria da Assembleia Legislativa, vou estar la com toda certeza se Deus assim me permitir, quero todos os meus amigos la, levem NARIZ DE PALHAÇO, FAIXAS, APITOS, PANELAS, TIJELAS, TUDO, VAMOS PEDIR ESMOLAS, esse vai ser o nosso protesto contra esse governo que não nos respeita, e que todo os anos na hora de repor a correção de nossos proventos mundam a lei, vamos ser igual a um FENIX, RESSURGIREMOS DAS CINZAS, avante aposentado brasileiro, queremos que o governo cumpra as suas promessas de campanha, o sr. MENTIROSO LUIZ INÁCIO, NOS GARANTIU EM PROMESSAS DE CAMPANHA QUE SERIAMOS IGUAIS AOS APOSENTADOS EUROPEUS, então vai ter que cumprir essas promessas, abraços fraternos,
Aderval.

Meu texto sobre o Dia Nacional dos Aposentados, 24 de Janeiro de 2012, postado no Jornal Tribuna da Imprensa online. www.tribunadaimprensa.com.br

domingo, 15 de janeiro de 2012 | 11:08
24 de janeiro será o Dia do Aposentado. E nada há para comemorar, mais uma vez.
José Paulo de Resende

No próximo dia 24, mais uma vez se comemora o Dia do Aposentado Brasileiro e mais uma vez os aposentados brasileiros não tem nada para comemorar. Aliás, há muitos anos os aposentados brasileiros não festejam a data, porque não existe mesmo nada para comemorar.

Os governos FHC, Lula e Dilma só fizeram é virar as costas para os aposentados brasileiros. O Fator Previdenciário foi criado no governo do senhor FHC e o senhor Lula não o derrubou em seus dois mandatos como presidente da República, e este dispositivo contra os trabalhadores até hoje continua em vigor. Dona Dilma também, pelo andar da carruagem, não vai mexer nele.

Fora isso, os reajustes dados para os aposentados que ganham acima de um salário mínimo são ínfimos e as perdas para este enorme grupo de aposentados é cada vez maior. A cada ano que passa, mais e mais se vai perdendo e as políticas adotadas para os aposentados do INSS são cada vez piores. Os aposentados que ganham acima do salário mínimo veem seus benefícios serem achatados. O que se pode concluir que, se isso continuar, daqui um futuro bem próximo todos estarão ganhando como aposentadoria apenas um salário mínimo.

Este ano o governo da “justiça social e dos trabalhadores” deu apenas 6,08 de reajuste para aposentados que ganham acima do mínimo. Já para os que ganham até um salário mínimo o reajuste foi de 14 por cento.

Exemplo: vamos imaginar que um aposentado do INSS estivesse ganhando o valor de R$ 2.180,00 como benefício antes desta correção de 6,08 por cento (este valor de R$ 2.180,00 equivaleria a mais ou menos 4 salários mínimos: 4 x 545,00 reais = 2.180,00 reais ( considerando o salário mínimo do ano passado ).

Agora, com o salário mínimo a R$ 622,00, este valor do benefício de R$ 2.180,00 x 6,08 por cento, vai para R$ 2.312,54, que divididos por R$ 622,00 (salário mínimo a partir de janeiro de 2012 ) dá 3,71 salários mínimos atualmente. Quer dizer, perda para este aposentado que ganhava até 4 salários mínimos.

E assim vai. A cada ano que passa os aposentados brasileiros que ganham acima do salário mínimo só perdem e perdem. É preciso que nós, que ganhamos acima de um salário mínimo como benefício do INSS, nos posicionemos contra esta política. É preciso que todos mandem e-mails, cartas, telegramas para todos os parlamentares brasileiros, para que isso acabe de uma vez. Afinal de contas eles estão lá, no Congresso, porque foram eleitos por nós. Eles estão lá como nossos representantes. Nós os colocamos lá.

Então mande e-mails (encham as caixas eletrônicas deles), enviem cartas, telegramas e mostrem que somos uma grande parcela de eleitores (somos milhões de aposentados brasileiros e isto sem contar as nossas respectivas famílias, que votam também) e que em outubro de 2012 podemos nos recusar a votar em candidatos de partidos que se posicionam contra os aposentados brasileiros.

Vamos mostrar a eles que nós, aposentados brasileiros, queremos o que nos é de direito e estamos cheios e fartos de aceitar as migalhas que a cada ano nos oferecem.

Chega de sermos passados para trás. Lembrem-se que este ano haverá eleição para prefeitos e vereadores. Votemos naqueles que realmente fazem algo pelos aposentados brasileiros e que sempre lutaram e votaram a favor de todos nós. E esqueçamos na hora de votar dos partidos e parlamentares que nos colocam em segundo plano e nos viram as costas.

Be Sociable, Share!


www.tribunadaimprensa.com.br

Texto de Marcio Farias Bergler.

Marcio Farias Bergler mfbergler@gmail.com
10:24 (5 horas atrás)

para mim
Amigo(a)s
O aumento dado pelo Governo para os que ganham acima de um SM 6,08% é um tremendo absurdo,pois a cada ano, como é de conhecimento, milhares passam a ganhar somente 01 SM, alguma coisa precisa ser feita para pressionar o atual governo, que tem a sigla de todos nós e não faz absolutamente nada para mudar essa situação, barrando na Câmara Federal as PL’s que trariam um alívio para toda a classe. Não consigo entender um governo que diz que quer irradicar a miséria fica prejudicando uma classe que é uma das mais importantes desse País pelo que produziu e ainda produz, porque muitos ainda continuam na labuta, então porque não conceder todas as correções necessárias, pois nós é que alavancamos a economia da nação, pois investir em nós é investir em distribuição de renda e geração de empregos, o Brasil tem 5.566 municípios e 3.875 municípios (70%) tem os Benefícios Previdenciários como a maior fonte pública de renda, superando o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) então temos que fazer uma greve de votos, nas próximas eleições não votar nesses canalhas/traidores e também greve de compras/empréstimos, é claro que o básico como aluguel,luz,água,alimentação e remédios não entrariam . Outro dia na fila de um banco perguntei a alguns aposentados se Eles sabiam das PL’s paradas na Câmara Federal e nenhum deles sabiam, então eu pergunto: Cadê a COBAP, Federações Estaduais e Associações Municipais dos Aposentados em todo o país, porque não fazer uma panfletagem em dia de pagamento nos Bancos e Lotéricas , publicar nos jornais das Federações, usar a mídia escrita e falada para que a sociedade em geral saiba da nossa situação.

Marcio F. Bergler
mfbergler@gmail.com

Convite feito pelo Grupo Movimento Acordo Já. Aposentados, pensionistas e demitidos da Varig. Dia 20 de janeiro em Copacabana a partir das 10 horas da manhã.


CONVIDA Você:

Ex-trabalhador da Varig, Aposentado e Pensionista Aerus, Familiar e Amigo:

Venha mostrar que o ano findou e a nossa solução patinou!!


20 de janeiro, 10h, Posto 6, Copacabana, Rio de Janeiro




História do MovJÁ!, dezembro 2011

Reflexões: O nosso jeitinho frouxo e cretino de ser. General Valmir Fonseca Azevedo Pereira.


General Valmir Fonseca Azevedo Pereira


Reflexões
O nosso jeitinho frouxo e cretino de ser

Lá se vai mais um ano, e a cada dia torna - se impossível não ser mais orgulhoso de ser brasileiro. Estamos em paz com a nossa consciência (?), pois não importa se vivemos sob a ditadura da corrupção, e que o peculato não ý © crime, mas sinal de inteligência (gostou do elogio Lupi?), e o que interessa é que vivemos despreocupados, e que o problema é dos outros, não nos interessando se os outros são VOCÊS.

Depois que do nada viramos um tudo, e passamos a usufruir de carros, mulheres, riquezas, poder e impunidade. Nós atingimos o panteão da esbórnia institucionalizada sem o menor esforço. Não importa que o País esteja estratificado, o que importa ý © que vivemos em êxtase. No País, testemunhamos um verdadeiro milagre em andamento, que promete durar mais vinte, trinta anos.

Não adianta falar que a carga tributária do brasileiro está próxima de 40% do PIB, e que o país tem um dos piores índices de qualificaý §ão e eficiência de seus serviços públicos.

Não importa que o país acumule troféus de incompetência, seja no IDH, o 84º lugar; no analfabetismo, o 95º; na mortalidade infantil, o 106º; na renda per capita, a 71º; e ocupe apenas o 52º lugar entre 110 países da América Latina melhor para se viver, e que estamos no primeiro lugar no mundo em corrupção, com mais de R$ 80 bilhões desviados do bolso de VOCÊS.

Se alguém afirma que o metrô de Brasília é o mais caro do mundo, não podemos deixar de falar com a boca cheia, que nada devemos às mais avançadas nações do mundo. Sim, quantos países atingiram tal situação?

Quantos países podem taxar os remédios, e o brasileiro é um doente crônico, com 33,9% de impostos, que pagamos sem o menor muxoxo?

O que importa, se temos apenas 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, e uma participação no comércio mundial em torno de 2%, e que a nossa dý ­vida interna está só em um trilhão e 500 bilhões de reais?
Sem contar, que patrocinamos uma bolsa-família que paga para cinco filhos, e até os quinze anos de idade. E, conforme a necessidade de cooptação de votos, o atual benemérito desgoverno pode ampliar o leque, pois sabe que alguém sempre pagará a conta.

Devemos apedrejar os que soltam vitupérios contra esta maravilhosa gestão, alegando que no período de janeiro a outubro de 2011, o Governo Federal já gastou R$ 197,7 bilhões de juros da dívida pública. Esse valor astronômico é superior à soma dos orçamentos anuais da saúde e da educação, que somaram R$ 143 bilhões.

Não importa que a â??presidenta? no exterior, impossibilitada de negar-se a dar uma entrevista não diga coisa com coisa e, para piorar, tropece nas palavras, que soam com gritante incoerência. No País, atém-se a um texto pobre, elaborado para não colocar em circuito sua imensa teia de neurônios mortos (provavelmente, durante as sessões de tortura).

Não importa que nada de grandioso tenha sido construído nos últimos dez anos para sedimentar necessidade futuras, seja na infraestrutura seja na educaçý £o, pois acreditamos piamente que Deus é brasileiro, e ele nos proverá.

Não temos escolas, nem hospitais, mas teremos imensos e majestosos estádios de futebol, pois nossa sede de circo é imensurável. Quanto ao pão, haverá sempre uma bolsa com uma cesta fornecida por ELES, às suas expensas.

Com a inflação subindo, para 2012, modifiquemos os índices dos seus componentes e, zý ¡s-tráz, ela diminuirá.

Viram como é fácil?

Sim, estamos orgulhosos, pois apesar de tudo, aumentamos o nosso já elevado índice de aceitação, tanto do EX como da atual presidente. Sim, somos calhordas, mas quem não é, somos jeitosos, somos coniventes, malandros, aproveitadores e, sabiamente, mandamos o futuro para o inferno.

É isso aí gente, ninguém vive de valores, ninguém está preocupado com honestidade, com princípios, com justiça, abdicamos de pruridos que na prática tolhem espertezas.

Por tudo, estamos eufóricos, que se preocupem com o amanhã aqueles que vierem no futuro. A vida atual é boa, não a estraguemos lendo jornais e revistas aos serviços da fajuta oposição.

O nosso espelho é a metamorfose ambulante, exemplo de que tudo se pode, e no espelho, refletimos a imagem de nosso mestre, e como a dele, as nossas faces enchem-se de orgulho. Nós somos os caras.

De fato, somos honoris em causa própria, em patifarias, em malandrices; o que trocando em miúdos, nos eleva aos píncaros do gênero cafajeste de ser dos vivaldinos.

Brasília, DF, 02 de dezembro de 2011

General Valmir Fonseca Azevedo Pereira

Retrato em preto e branco dos aposentados e pensionistas do AERUS. Depoi...



Retrato em preto e branco dos aposentados e pensionistas do AERUS.
Com um depoimento de um aposentado do AERUS.
03 de junho de 2010
Senhor Germindo. Seu Gegê
Clip realizado na casa do senhor Gegê. 86 anos de vida e 40 anos de aviação ( Cruzeiro do Sul e Varig )
Hoje recebendo apenas como benefício do AERUS VARIG R$ 102,00 Reais.
Entrevistadores: Comissários Aposentados Varig Antonio Melo e Paulo Resende.
Clips e fotos pelo Comissário Aposentado Varig Paulo Resende.
Música de fundo: Música da trilha sonora do filme A Lista de Shindler. Maestro e Compositor John Willians e o grande violinista Isac Perlman

Somos nada, pouco e tudo. Poesia de Mirna Cavalcanti de Albuquerque. Retirado do Blog da Autora.Mirnacavalcanti's Blog

"A força e beleza das árvores e águas, da Natureza, enfim em seu apogeu, revelam para os humanos que a união com objetivo bons vivifica o mundo existente e pode ser o caminho para atingir-se a plenitude."





Somos gota d’água,



somos grãos de areia,



somos sementes pequenas.



Unidos, somos oceano,



dunas infindas, árvores lindas.



Água profunda, insondável,



- origem primeira da vida.



Areia que foi pedra,



mineral sem memória,



que registra a História.



Sementes são árvores,



podem formar florestas…



“Homem, DESPERTA”!



Não deixes a alma deserta!


Une-te aos bons.



São teus irmãos, parte



Da Divina Criação!



Mirna Cavalcanti de Albuquerque

CNI: Exigência argentina pode causar prejuízo ao Brasil. Fonte: Agência Estado

CNI: exigência argentina pode causar prejuízo ao Brasil
Argentina vai exigir dos importadores e empresas daquele país declaração formal para antecipar a programação de compras no exterior
13/01/2012 | 16:55 | AGÊNCIA ESTADO
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) considerou um retrocesso a decisão do governo argentino de exigir dos importadores e empresas daquele país declaração formal para antecipar a programação de compras no exterior. A medida entrará em vigor em 1º de fevereiro.

Para a CNI, a nova barreira imposta pelo governo argentino com o objetivo de controlar a balança comercial trará prejuízos ao Brasil. "A medida, que aumentará a insegurança jurídica sobre as regras da política comercial argentina, pode reduzir as exportações brasileiras", alertou a instituição, por meio de nota divulgada nesta sexta-feira (13).
A medida "representa uma ameaça aos sistemas de produção das empresas brasileiras com filiais na Argentina, que trabalham com fornecedores brasileiros em regimes de cadeias produtivas".
"A crise econômica mundial não pode servir de pretexto para uma onda protecionista entre parceiros comerciais", destaca a CNI, que espera que governo e empresários dos dois países busquem soluções comuns para o enfrentamento da crise. "Os conflitos comerciais, nocivos aos dois lados, devem ser evitados a todo custo", defendeu.

Receitas de Tarifas dos cinco maiores bancos no País cresce 13% e chega a R$ 53,9 bilhões. retirado do site www.redebrasilatual.com.br

Receita de tarifas dos cinco maiores bancos no país cresce 13% e chega a R$ 53,9 bilhões


Por: Redação da Rede Brasil Atual
Publicado em 13/01/2012, 16:13
Última atualização às 16:40

São Paulo – Os cinco maiores bancos em operação no país viram a receita com tarifas e prestação de serviços crescer 13,52% nos nove primeiros meses de 2011, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), autor do levantamento, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Santander tiveram ganhos de R$ 53,931 bilhões. O valor será ainda maior quando os balanços do ano forem divulgados, até o final deste mês.

A maior alta proporcional foi da Caixa, com 21,78%. A arrecadação mais elevada ficou para o Itau Unibanco (R$ 13,96 bilhões). A principal preocupação do estudo são as tarifas cobradas por transferências, já que, na visão da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), uma eventual isenção desse tipo de operação poderia contribuir para a redução no número de assaltos na modalidade conhecida como "saidinha de banco". Nesse tipo de crime, pessoas que sacaram grandes montantes são abordados nas proximidades de agências.

Durante a campanha salarial de 2011, os sindicalistas do setor cobraram dos bancos a possibilidade de zerar os valores cobrados para DOCs eletrônicos e TEDs como forma de reduzir a circulação de dinheiro vivo em agências. A sugestão não foi aplicada até o momento.

Segundo o Sistema de divulgação de tarifas de serviços financeiros da Febraban as tarifas para transferências presenciais vão de R$ 8 (Banco Alfa) a R$ 20 (Banco do Nordeste), enquanto o DOC é tarifado de R$ 6 (Mercantil do Brasil) a R$ 11,50 (BRB).

Os dados contrastam com informações divulgadas na primeira semana de janeiro e comemoradas pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) de que as tarifas de transferência adotadas no Brasil seria a quarta menor entre dez países pesquisados. O estudo foi realizado pela consultoria internacional Accenture levando em conta que o valor cobrado pelo serviço no Brasil gira em torno de R$ 7,50 – patamar bem inferior ao verificado na prática.

O efeito da cobrança de taxas, segundo os sindicalistas, é que correntistas optam por sacar valores altos para repassá-los em mãos em vez de fazer transações por meio dos bancos. "Preferem efetuar saques para não pagar essas tarifas e acabam sendo alvos de assaltantes, diante da falta de privacidade na hora dos saques em quase todos os estabelecimentos financeiros", destaca Ademir Wiederkehr, diretor de imprensa da Contraf-CUT.

Em 2011, de acordo com levantamento da entidade em conjunto com a Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV), 49 pessoas foram assassinadas em assaltos envolvendo bancos em 2011 em todo o país. Dessas, 32 morreram em "saidinha de banco". O levantamento havia sido realizado a partir de registros no noticiário publicado no período.

No ano passado, cidades como São Paulo proibiram, por meio de legislações específicas, o uso de celulares no interior de agências bancárias. A justificativa da iniciativa é que os aparelhos haviam se tornado aliados dos criminosos. Para os sindicalistas, a medida é insuficiente para contornar o problema. A isenção de tarifas, aliada a instalação de biombos para assegurar privacidade à operação, seria mais efetiva nesse sentido.


www.redebrasilatual.com.br

Postado no Facebook pelo aposentado Anderley do Nascimento.

Por Livia Rospandine
Está circulando na internet a foto de Jeffry Life, um senhor de 67 anos que optou, aos 59, por ter uma vida saudável para afastar certas doenças, inclusive disfunção estéril. Life, que fará palestras no Brasil em março, treina musculação e investe em exercícios de flexibilidade, além de uma alimentação saudável e revisão de taxas hormonais.

Ainda que o objetivo não seja ter um corpo escultural, o exercício físico é indispensável na terceira idade. O personal trainer Adriano Santos explica que “conforme envelhecemos, o corpo perde massa muscular, os ossos ficam menos densos e as articulações ficam mais vulneráveis e isso além de gerar um impacto fisiológico, gera também um impacto psicossocial”.

Santos ressalta ainda que é comum a depressão em pessoas da terceira idade como conseqüência dessas perdas. “O exercício físico proporciona momentos de envolvimento social, limpeza respiratória, tonificação muscular, aumento da força e o corpo libera neurotoxinas que dão sensação de prazer e vitalidade”.

Todos esses benefícios ainda diminuem o número de medicamentos utilizados por pessoas da terceira idade para controlar a pressão, combater diabetes, colesterol e, aliado a uma alimentação saudável, melhora consideravelmente a qualidade de vida do idoso.


Glórias espúrias aos aposentados eleitores do lulopetismo. Texto de Oswaldo Colombo Filho.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012
Glórias espúrias aos aposentados eleitores do lulopetismo
Vimos no início do ano passado a contrariedade de muitos sobre a incorporação de aumentos reais ao salário mínimo. Vimos ainda a manifesta conclamação de alguns que dar aumento ao mínimo é privilegiar os idosos em detrimento da educação (?). A estes críticos, conceder aumentos reais aos aposentados da iniciativa privada que recebem acima do piso é uma heresia aos cofres públicos. Vemos agora, aquilo que todos os anos se constata na expectativa positiva que o reajuste da base salarial, tão apenas pela Previdência Social, trará à Economia pelos R$ 47 bilhões que adicionará nos próximos doze meses ao mercado interno; tudo isso, apesar da Previdência dos 980 mil ex-servidores federais gerar um déficit, ainda estimado de R$ 57 bilhões no ano que passou. Os trechos interessantes da história da Previdência do Brasil não contam. Hipócritas! Tal qual o direito de mais de 9 milhões de contribuintes (não só beneficiários) do RGPS não receberem aumento real em seus benefícios. Tão apenas no governo Rousseff, estas 9 milhões de famílias já deixaram de receber 8% em relação ao que foi concedido ao piso. Onde estão os parlamentares defensores e pedintes de votos da categoria? De férias! Desde a implementação do Plano Real (o7/1994), o salário mínimo, ou piso previdenciário, obteve uma valorização real, frente ao INPC-IBGE de 109,4%, e os demais aposentados - apenas 10,2%.

Sob outro ângulo, e a título de informação aos ELEITORES-APOSENTADOS E SEUS FAMILIARES que votaram no continuísmo do lulopetismo - fisiológico, e que entra em seu décimo ano: - um oposentado que recebia o equivalente a 3 salários mínimos quando o “cara” assumiu em 2003, hoje recebe apenas 1,9. A estes "distintos eleitores" pertencem as “glórias bastardas” pelo privilégio da escolha; pois a política de reajustes que ai se apresenta é a mesma dos oito anos do governo de Lula, e Rousseff disse em campanha que manteria em seu governo.

Os que votaram assim o fizeram por opção própria, assim como bem sabiam as entidades dos aposentados que ora se manifestam, e que também sabem que esta política já foi aprovada para vigorar até 2015.

Oswaldo Colombo Filho

sábado, 14 de janeiro de 2012

Grupo Guararapes - Diretrizes 2012. Do. Nº 04-2012. General Francisco Batista Torres de Melo. Coordenador Geral do Grupo Guararapes.

GRUPO GUARARAPES - DIRETRIZES 2012 Doc . Nº04-2012

SITE: www.fortalweb.com.br/grupoguararapes

1. Lutar com todos os meios: políticos, cívicos, éticos e morais para
restabelecer a História relativa a implantação e o período de vigência da
Revolução de 1964;

2. Cooperar no fortalecimento das FFAA, para recolocá-las no seu papel
histórico de garantidoras da Unidade Territorial e Nacional, do respeito à
Lei e à Ordem, como uma Instituição de Estado à disposição dos três Poderes
da República;

3. Tudo fazer para que as FFAA continuem desfrutando da confiança de toda a
Nação, seja o seu braço forte e armado a serviço dos interesses do ESTADO
e não de Governos;

4. Velar pela soberania e unidade nacionais com o fortalecimento e o
incremento de ações que neutralizem as desigualdades regionais, integrando
todas as comunidades excluídas no contexto nacional em defesa dos valores
éticos, morais e culturais;

5. Garantir a conquista dos Objetivos Nacionais Permanentes, a serem
claramente definidos na Constituição, e perseguidos por todos os segmentos
da Nação, independentemente de viés ideológico conjuntural do Governo em
exercício;

6. Propugnar pela elaboração de um Plano Estratégico Nacional , a
semelhança da divulgada Estratégia Nacional de Defesa, ouvindo todos os
segmentos organizados da Nação, a ser aprovado pelo Congresso Nacional, e a
ser seguido pelos governos que se sucederem, independentemente das
alternativas políticas e/ou do viés ideológico prevalecente, para servir
de orientação para o povo aplicar todo o seu potencial em proveito da
Nação;

7. Apoiar, cooperar e aperfeiçoar a divulgada Estratégia Nacional de Defesa
para torná-la realidade especialmente no eixo estruturante designado “
REORGANIZAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS”;

8. Procurar influenciar, por todos os meios, para que a ética, a moral e a
cultura religiosa sejam incluídas em todos os níveis de ensino, desde a
pré-escola até os mais altos estágios de formação superior do País, onde
o combate à corrupção, à subversão, à mentira, à impunidade, seja feito sem
trégua, e o cultivo da verdade, assim como o amor aos símbolos nacionais e
à Pátria sejam estimulados e exaltados.


9. Procurar atuar objetivamente sobre os elementos básicos da formação da
Nação Brasileira: o homem, a terra, e as instituições, como tríades do
Poder Nacional, para desenvolver no povo a auto-estima, com base no sadio
patriotismo, no fortalecimento de uma sociedade livre e democrática, em
oposição a todos e quaisquer modelos políticos totalitários, à base de
ideologias espúrias;

10. Apoiar, de modo intransigente, a consolidação dos princípios da
Democracia, na defesa do cidadão, na prática da liberdade responsável, no
respeito à propriedade privada, na independência dos Poderes, na
alternância política nos três níveis de Poderes da República – federal,
estadual e municipal – e na consciente obediência à Lei e à Ordem;


11. Apoiar OS militares da reserva - sejam das FFAA, sejam das Forças
Auxiliares - estimulando-os à representação no Congresso Nacional, bem como
nas Assembléias Estaduais e Câmaras Municipais.

12.. Atuar, valendo-se de todos ao meios possíveis de divulgação -
Documentos, Palestras, Seminários, participação de Debates (Auditórios,
TV, Rádio, etc), conversas em eventos públicos e privados, distribuição
pública de panfletos, publicação na mídia e em 2outros meios, possíveis,
de comunicação, com a finalidade de levar ao povo as mensagens e as
Diretrizes do Grupo Guararapes em prol do fortalecimento da grandeza do
BRASIL.

Fortaleza , 013 de JANEIRO de 2010

Gen Div Ref FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO

Coordenador Geral do
Grupo Guararapes.

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 58
93. Cartório do 1º egistro de títulos e documentos, em Fortaleza. Somos
1.798 civis – 49 da Marinha - 474 do Exército – 51 da Aeronáutica; TOTAL
2.372 Batistapinheiro30@yahoo.com.br. WWW.FORTALWEB.COM.BR/GRUPOGUARARAPES

Consulta aos benefícios com reajuste sai dia 18. Postado no Facebook pelo aposentado Aderval Pires Gomes.

Aderval Pires Gomes
‎14/01/2012
Consulta aos benefícios com reajuste sai dia 18

Cristiane Gercina
do Agora

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai liberar, na semana que vem, a consulta ao extrato com os valores das aposentadorias reajustadas, que começam a ser pagas no dia 25.

Segundo o Ministério da Previdência, a consulta estará disponível a partir do dia 18 pelo site da Previdência.

Também é possível checar os valores diretamente na agência do INSS responsável pelo pagamento mensal do segurado.

A consulta também poderá ser feita direto no banco em que o benefício é pago, dois dias antes do depósito.

Leia esta reportagem completa na edição impressa do Agora neste sábado, 14 de janeiro, nas bancas

Assine o Agora

Leia mais

Veja os novos valores das aposentadorias
Reajuste do INSS adia votação do Orçamento
Dilma ganha grana para reajuste de aposentado
Reajuste para aposentado pode ser definido em 2012
Comissão aprova proposta para reajuste maior do INSS

100 Serviços

Só os menos avisados acreditam, nessas palavras da presidente Dilma! Postado Facebook pelo aposentado João Guilherme Maia

João Guilherme Maia
SÓ OS MENOS AVISADOS ACREDITAM, NESSAS PALAVRAS DA PRESIDENTA DILMA!!

É incoerente essas declarações da Presidenta Dilma, na primeira edição de 2012 de seu programa semanal de rádio.

Tá na cara que esse programa é um programa populista, que tem o único objetivo de enganar os menos avisados.

Como ela pode falar tanto em maravilha de seu governo, se despreza uma classe que se dedicou anos e anos ao país e que primeiro foi massacrados pelo governo Lula e agora está sendo pelo dela, que é a classe dos aposentados e pensionistas que recebem acima de um salário mínimo.

Ela declara " o Programa Brasil Sem Miséria, que já produziu grandes resultados, vai se consolidar plenamente em 2012.". Então eu gostaria que ela respondesse, como é que ela quer que quase 9 milhões de aposentados e pensionistas que recebem acima do piso, se tornem miseráveis, em consequência desses reajustes que o governo do PT, vem dando nesses nove anos no poder, aos aposentados e pensionistas que recebem acima do piso.

A única verdade é essa "Por meio do Programa Viver Sem Limites, daremos um forte apoio aos 45 milhões de brasileiros que sofrem com alguma deficiência física ou psicológica”
Quando ela fala em deficiência física ou psicológica, com certeza ela está se referindo aos aposentados e pensionistas que recebem acima do piso, por que eu falo isso? Porque com certeza, essas pessoas com o passar dos anos, ao verem que um dia eles lutaram tanto para terem uma vida digna na sua velhice e vendo a sua renda, indo pelo ralo, com certeza eles terão alguma deficiência física ou psicológica.